OS QUATRO UNIDOS

Efeito: Apresente os quatro reis como sendo quatro amigos inseparáveis. Coloque o 1º rei nas costas do Baralho: o 2º a meio; o 3º a meio, mas numa posição diferente do anterior, e o 4º rei na frente do macete.
Mande partir o baralho e complete o corte. Abra as cartas na mesa e os quatro reis encontram-se de novo unidos.

Explicação: Ao mostrar de início os quatro reis em leque, o 1º oculta duas cartas diferentes. Com algum treino aprenderá a fazê-lo com perfeição.
Junte agora os quatro reis (na realidade seis cartas), na frente do baralho. Com as cartas voltadas para si, coloque a 1ª carta (rei) atrás do baralho; a 2ª e 3ª cartas (não são reis) no interior do baralho; a última carta (rei) permanece na frente do macete, ocultando os outros dois reis que ficam atrás.
Quando pedirmos ao espectador para partir o baralho, mais não estamos do que a juntar os quatro reis.


ADIVINHAÇÃO FANTÁSTICA

Efeito: Dividimos o baralho de cartas em dois montes (A e B). O espectador retira uma carta do monte A, memoriza-a e coloca-a no monte B. Procedemos de igual modo com o monte B. Abertos os dois montes em leque, o executante adivinha as duas cartas escolhidas.

Explicação: Antes de mostrar o baralho há que ordená-lo da seguinte forma: Num dos grupos juntam-se as cartas pares (2, 4, 6, 8, 10, Q, K), no outro, as cartas ímpares (A, 3, 5, 7, 9, V).
Feita esta preparação, juntam-se as 52 cartas, sem baralhar. Inicia-se o truque dividindo o baralho nos dois grupos. Pede-se então ao espectador que proceda da forma anteriormente descrita.
Ao Executante, resta agora abrir cada um dos montes e retirar a carta que está deslocada no grupo dos pares e vice-versa.